Sobre a UTI Neo

Primeiro, a atualização dos dados! Hoje a Teresa estava pesando 1,415 kg e ontem, 1,390. Esta noite, está tomando 30 ml de leite. Ontem à noite foram 20! Tá engordando bem a bichinha, as peles estão enchendo de carne! Que delícia!

Teresa fez ecocardiograma ontem, deu tudo normal. E o transfontanela também (é um exame de cérebro), tudo normal… Ela tirou a alimentação parenteral ontem (ou seja, tá se alimentando só de leite). Até hoje, ficou com soro, caso precisasse de mais complemento, mas como não precisou, deve tirar o soro (e o catéter) amanhã. Muito orgulho!

Filha,

acho importante te contar um pouco como é a vida na UTI Neonatal. Você continua sendo a única internada nesse setor do Hospital Santa Luzia. Com isso, você recebe todas as atenções das enfermeiras e auxiliares, e dos médicos também. Como seu estado de saúde está ótimo, os médicos até descem para ajudar no alojamento conjunto.

A UTI tem regras bem rígidas, mas é para o seu bem, para evitar contaminação: eu e seu pai podemos te visitar 3 vezes por dia: de 10h a 12h, de 15h a 18h e de 21h a 22h. Duas visitas por dia, além de nós, podem entrar, no horário da tarde.

Por enquanto nos organizamos assim: papai vai trabalhar bem cedo, pra conseguir te visitar no final da manhã; mamãe vai pro hospital de carona com uns amigos que estão estudando ali do lado, na ENAP. No almoço, nós voltamos pra casa, a vovó Amélia deixa o papai no trabalho e leva a mamãe pro hospital de novo. Ficamos toda a tarde com você (faço canguru de manhã e à tarde, fico com você no colo por horas e horas). Fora eu, só o papai pode te pegar no colo.

Tiro leite nos 3 horários de comida em que estou no hospital: 12h, 15h e 18h. Nos outros horários, e também quando não dou conta de produzir tudo o que você precisa, contamos com o apoio do banco de leite. E em casa, eu retribuo o favor, tirando leite para doar.

Na UTI eles monitoram todos os seus sinais vitais: pressão, batimentos cardíacos, saturação de oxigênio (sua respiração).  Medem sua temperatura a cada 3 horas (hoje te vimos passar frio, você ficou até com soluço! tadinha! Depois teve soluço por fome também… já viciou na comidinha, hein?). Também medem a quantidade de xixi e cocô que você faz (pesam a fralda antes e depois do uso).

Ah, sim, é importante contar que as tias fazem uma fralda personalizada pra você: elas pegam a fralda tamanho RN (recém-nascido) e cortam pra ficar do tamanho do seu bumbum!

As regras da UTI são rígidas, mas nem dá pra reclamar, sabemos que é pro seu bem.  É necessário cuidar muito da higiene: entramos com um avental esterilizado e lavamos as mãos, até os cotovelos, cada vez que entramos. Lá dentro, não podemos falar no telefone, tirar fotos nem pegar em objetos alheios ao espaço – se eu mexo na minha bolsa, por exemplo, tenho que lavar as mãos de novo!

Sinto que você é muito bem cuidada ali, o que me ajuda a ficar bem tranquila.

Hoje vimos um moço lendo o quadro de depoimentos que fica do lado de fora da UTI Neo. Quando você sair, também vamos escrever sua história, pra dar uma força pra outros papais que estiverem nessa situação. Esse moço vai ser pai e o neném vai nascer prematuro. A gente não deseja isso pra ninguém, porque sabemos que a barriga é o melhor lugar pra um neném pequeno, mas se ficar na barriga for um sofrimento,  sabemos que fica bem cuidado na UTI Neo.

Ontem eu fiquei brava porque teve uma coisa meio sem noção: você, estando internada no Hospital Santa Luzia, ia ter que fazer exame no Hospital do Coração, que não aceita o convênio Assefaz. Acabamos pagando particular, apesar de achar meio sem noção que esse outro hospital, sendo do mesmo grupo e estando ligado ao Santa Luzia (fisicamente inclusive), não aceite o convênio e a gente seja obrigado a fazer o exame lá, já que você está internada.  Espero que um dia eu consiga entender o significado disso…

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Sobre a UTI Neo

  1. Cris Bodas disse:

    Lidia, emocionante a garra e o amor de vocês três. Mãe guerreira só poderia gerar uma filha guerreira também! Parabéns. Muita paz (e leitinho!) para a Teresa.

  2. Eliana disse:

    Lidia,

    Que gostoso participar um pouquinho da rotina de vcs, que apesar de tão longe, estão pertinho do meu coração!
    Que sensação da Graça de Deus cuidando de cada detalhe e encaixando as peças deste quebra-cabeças difícil de montar!
    Que Deus continue abençoando a Teresa, e cada vitória é um motivo de gratidão ao nosso Pai!
    Curta muuuuiiiito a sua mãe neste tempo !
    Beijo grande
    Tia Eliana

  3. Mariana Martins disse:

    Lídia,
    Eu tive notícias ontem de Teresa pelo Pai 😀
    Quando posso também acompanho aqui.
    Estou feliz, Teresa, pela sua evolução, seus quilinhos, sua fome!!! Que bom saber do cuidado que estão tendo com você na UTI Neo! A minha irmã nasceu assim apressada como você e ficou um tempo nessa casinha provisória. Hoje ela já tem 31 anos e já tem até filhinho. A UTI Neo naquela época nem era assim tão equipada como hoje… Mas era boa também. Minha mãe conta também muita coisa para a gente que parece a sua mãe falando. Mas também nem tinha internet hauhauhaua.
    É isso, saúde para todas!
    Beijos para toda família

    Mari Martins

  4. Léo Sakamoto disse:

    Lídia, Daniel, beleza, belezinha?

    Eu e a Maíra estamos acompanhando a Tereza pelo blog também!

    Passamos aqui para desejar um feliz Dia das Crianças para ela – o primeiro de uma centena.

    Beijo grande!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s