Homenagem mais que merecida (e Viagem a Sampa parte 2 – Praia)

Papai dando banho na Tetê na casa da vovó Amelia, numa manhã de muito calor! O bico do pato faz barulho e a Tetê ficou achando que o pai é que estava brincando com ela!

Há tempos estou querendo escrever um post em homenagem ao Dani, super pai e super marido. Mas nada poderia ser melhor do que escrevê-lo hoje, quando completamos 4 anos de casados, nosso primeiro aniversário de casamento com filha!

Em homenagem porque ele tem sido um super parceiro em toda esta jornada, e especialmente desde que a Teresa nasceu.

Aqui em casa, sempre compartilhamos a vida e todas as suas obrigações, desde o serviço doméstico até pagar as contas. E com o nascimento da pequena, surgem novas obrigações. O Dani entendeu muito bem tudo isso e compartilhou sempre comigo todos os afazeres, incluindo os cuidados da Tetê – que no nosso caso, incluem cuidados médicos – por exemplo, esperar 1 hora depois da última mamada para dar o ferro que ela precisa tomar. Foi um parceirão no pós-parto (aguentando inclusive as variações de humor, e ainda me apoiou) e nos tempos de UTI. Assumiu integralmente as compras de supermercado (até conseguirmos começar a comprar on-line), os cuidados com o carro, carregar malas e mais malas, decidir as comidas, cozinhar quando é preciso, dirigir sempre. E ainda conciliar tudo isso com trabalhos e doutorado! (ainda bem que este só começa mês que vem, né?)

Aos poucos temos conseguido retomar um pouco da nossa vida a 2 e ao mesmo tempo, nunca deixamos de curtir nossa vida a 3. Sabemos que o tempo vai ficar mais curto nos próximos meses e estamos aproveitando ao máximo a nossa pequena e os nossos intervalos, quando ela dorme!

Dani, obrigada por tudo nesses 7 anos e meio de namoro, 4 anos de casamento e quase 5 meses de maternidade/paternidade. A vida é muito boa porque tenho você ao meu lado! Te amo! Que Deus te abençoe e nos abençoe, como família.

————————————–

Viagem a Sampa parte 2 – Praia

"Papai, obrigada por me mostrar o mar!

A ida à praia foi também uma comemoração dos nossos 4 anos de casados. Sabíamos que hoje estaríamos envolvidos em trabalho/ rotina e não seria possível escapar, então aproveitamos os dias de folga e comemoramos antecipadamente. Como eu disse no post anterior, passamos a semana em Sampa, mas a pauliceia desvairada trabalha muito, a cidade tem muito trânsito, então achamos que as pessoas não poderiam nos visitar durante a semana e… demos uma escapadinha pra praia no meio da semana.

Maria Teresa lagarteando na areia pela primeira vez!

A Maitê ainda é muito pequena para efetivamente pegar uma praia: nem sentar na areia ela não pode ainda, que dirá entrar no mar! Pela idade corrigida, ainda não chegou a 3 meses! Tem a pele muito fininha…

Então o projeto era a gente pegar uma praia com ela, e ela ficar embaixo do guarda-sol, nos horários de sol bom. Ainda era horário de verão, então ficávamos com ela na praia de 8h a 10h (sol de 7h a 9h) e de 17h30 a 19h30 (sol de 16h30 a 18h30). Ainda assim, embaixo do guarda-sol. Eu e o Dani nos revezávamos para dar um mergulhinho (eu simplesmente A-D-O-R-O ficar dentro da água).

Família feliz em frenta ao mar! E Tetê fazendo as duas coisas que ela mais gosta: mamar e olhar as árvores!

A Teresa curtiu bastante a experiência. Mas é necessário convir que ela curtiu mais as árvores da Mata Atlântica do que o oceano Atlântico! Ela ainda não descobriu totalmente os encantos do mar… Mas as árvores e o canto dos passarinhos, ela conhece como ninguém!

Tínhamos esquecido do problema dos borrachudos, mas alguém já tinha me dito que mosquito não gosta de bebê, e nós comprovamos a experiência: mesmo passando repelente, eu e o Dani tomácamos mais picadas que a Tetê sem nenhuma proteção! Vale lembrar que bebê não pode passar repelente (até os 2 anos) nem protetor solar (até 6 meses). E no caso da nossa bebezinha prematura, é necessário corrigir para 8 meses até passar protetor.

Pôr-do-sol em Toque-Toque Pequeno. Feio... Vida ruim, viu?

Para o passeio ser mais fácil, procuramos uma estrutura adequada para aproveitar melhor o tempo e para ser agradável para todos: trajeto de viagem não muito longo, hotel na beira da praia, com estrutura de guarda-sol e cadeira para hóspedes, piscina (para os pais darem um mergulhinho enquanto o bebê dorme à sombra), e ar condicionado no quarto. Ficamos na Pousada Aparas, que foi a opção mais perto da praia que encontramos, a 20 metros! Fica em Toque-Toque Pequeno, em São Sebastião. É uma praia ótima pra bebês bem pequenos, mas acho que já não seria tão conveniente se ela pudesse entrar no mar, porque apesar de não ter ondas, é uma praia de tombo e a correnteza puxa pro fundo do mar.

Vamos preservar a Mata Atlântica para as futuras gerações poderem continuar se encantando com ela!Na lista de critérios, eu adicionaria que os pais devem verificar se há algum restaurante próximo. Em geral eu penso que nas praias sempre tem restaurantes, e até por sorte tínhamos 2 restaurantes bem perto, mas corremos o risco: só um deles abria à noite, por exemplo.

Ainda verificamos se tinha berço e banheira, mas acabamos não usando o berço, porque ele era muito baixo. Teria sido melhor levar o berço portátil que tem as 2 alturas…

No trajeto, é necessária muuuita paciência. Principalmente porque ela está só no peito e não pode mamar dentro do carro, já que tem que ficar presa na cadeirinha. Na ida, o trajeto de 3 horas demorou 4. E na volta, pasmem, foram 6 horas! Isso porque o lugar em que tínhamos parado na ida estava fechado na volta, e tivemos que procurar outro, e estava calor, e a Tetê não quis mamar, e resolveu mamar quando fomos seguir viagem! Da próxima vez, vamos levar o aparato para dar o leite com a sondinha (já que o copinho faria muita lambeira – eu tentei! – e mamadeira ela não toma).

O mais louco é que ela ODEIA, ABOMINA, trânsito. É só a gente parar no farol que ela começa a chorar!!! Como faz com uma pessoa candanguinha dessas no trânsito de São Paulo?!?!?!

———————–

Mais dicas de praias para ir com bebês

Além da Pousada Aparas, que eu citei acima, seguem outras dicas de praias para ir com bebê em Sampa, que foram passadas por amigas segundo os critérios que eu estava procurando, e que podem valer a pena (obrigada pelas dicas, queridas! coloquei aqui para aproveitar nos próximos verões!):

Priscila Ximenes Verwest –  Ubatuba, praia do lazaro! a praia eh uma piscina e tem hotel, pousada na beirinha da praia!

Naide Ladeira – Olha fui na enseada no guarujá lá é mto boa praia limpa…sujeira na areia mas de mar limpo…

Cristiane Silva – Itamambuca – Litoral Norte. O Hotel é ótimo (www.itamambuca.com.br), a praia é limpíssima (areia e água)… basicamente, é a praia do hotel, bem tranquila e vazia. Vale a pena conferir.

Ligia França Lira – Paúba e uma ótima opção segue a indicação de um hotel http://www.paubapraiahotel.com.br/

Andrea Monteiro A. Esmanhoto – Veja a praia do Engenho… litoral norte… tem uma pousada pé na areia beeem simpática e tranquilinha…. eu gosto! mas nao tenho o nome….sorry….

Eliana Costa – Fui para uma pousada em Peruíbe a 50 metros da praia e amei! Tem piscina, 12 quartos apenas, aconchegante! Pier36

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , . Guardar link permanente.

12 respostas para Homenagem mais que merecida (e Viagem a Sampa parte 2 – Praia)

  1. Ligia disse:

    Lidinha, que linda homenagem ao Dani! Muito chamego pra comemorar, hein? Sobre a Tetê odiar trânsito: não é só ela. Aqui a Cora só sossega quando colocamos Baby Elvis pra ela ouvir. Ela cantarola, e em seguida adormece… depois do peito, é o sonífero mais poderoso que encontramos! Vocês conhecem? Outra coisa que a tranquiliza e distrai é ficar ouvindo música no radinho (no caso, o celular do pai, que tem apenas 21 canções, mas todas conhecidas dela), ouvido colado como se estivesse em estádio de futebol, manja? Uma beijoca pra família completa, uma especial pra linda Tetê.

  2. Parabéns pelo aniversário!

  3. Fabi disse:

    Como madrinha, só posso dizer que amo cada dia mais essa família!! Mas isso vocês já sabem, né? beijos

  4. marcy disse:

    E tem perdão madrinha que vai até a casa dos afilhados no dia do aniversário de casamento pedir um favor e não lembra da data? E é um dia depois do aniversário da minha mãe!! Eu tenho sempre que lembrar da data!! Acabo de perceber que esse ano tb esqueci o aniversário do casamento do meu irmão (e por consequência a data do assassinato da Ir. Dorothy).
    Sorry, queridos. Mas eu bem vim dar uma olhadinha se tinha novidades da Tetê mesmo cheia de coisas para arrumar antes de viajar.
    Mas, vcs não viraram os “pais da Tererê”, tá? Muitas felicidades sempre para esse casal muito querido e inspirador.
    Nossa! Já passaram 4 anos que vcs saíram da minha casa (e da Finger, né?) para casar… Lembro do Dani nos primeiros dias depois da mudança, qd dormia no sofá azul e ficava tarde, dizia pra vcs ficarem em casa, se acostumando com a idéia…
    Muitos bebês (alguns, pelo menos) e muitos anos de alegria pra vcs!!!
    Beijos!!

    • lidianeves disse:

      Marcy
      eu quaaase te falei, mas foi um teste pra mim não falar! ano que vem eu falo, tá?
      vc esqueceu de ser minha sogra este ano. Deve ser pq tá muito focada em ser avó da Teresa… rs. Tbm sempre esqueço de dizer que seu bolerinho preto de malha tá aqui em casa!!!! Lembrei hj de manhã. Beijos e boa viagem!

  5. Lu Coelho disse:

    Li querida,

    bom, um, parabéns a você e ao Dani. Vocês são uns lindos, e que as coisas continuem sempre felizes, ainda que não sempre fáceis, para vocês. E, dois, louca para conhecer a Tete. Eu devo estar duas ou três semanas em junho no Brasil, e quero passar dois ou três dias em Brasília para ver vocês e outros dois casais queridos. Quando eu souber datas te escrevo para ver se vocês vão estar aí mesmo. Happy anniversary!

    • lidianeves disse:

      obaaaa!!!
      que bom que você vem, Lu!
      venha nos ver, sim! Estamos com saudades!
      se você vier com pouca carga, tem algumas coisas que estávamos querendo dos EUA… pode até deixar em SP e a gente traz pra cá depois…
      beijos!

  6. carolina disse:

    Lidia, que linda homenagem, que linda família, que linda Tetê (ENOOOORME!!!!), que linda viagem… Fico muito feliz em saber que você e o Daniels seguem na mesma sintonia de sempre, mesmo com tantas mudanças de vida. Parabéns pelos quatro anos de casamento e pela filha (que, cá para nós, continua a sua cara… Rs…). Com minha mudança de apto (finalmente!), não consegui visitar vcs desta última vez em SP. Espero que possamos nos rever em breve. Grande beijo! Carol

    • lidianeves disse:

      Valeu, Carol!
      que bom que vocês conseguiram se mudar! Mas sentimos a falta de vocês, mesmo…
      pode deixar que da próxima vez a gente avisa de novo! Vocês precisam ver como esta moça tem crescido!
      carinho enorme!
      beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s