Muito sono, insônia e recordes da livre demanda

Qual o melhor horário para cortar o cabelo de um bebê que só mama? Durante a mamada. Primeiro corte, para curar as brotoejas da nuca, no Rio de Janeiro, 2a feira de carnaval, 7 de março (aliás, no dia 6 completou um ano da fabricação da bebezita!)

Teresa dormiu 10 horas seguidas de terça pra quarta, depois de horas brincando com os amiguinhos Clarice e Benjamin. Cheguei a tomar um susto!

Aí ontem tomou vacina (pneumocócica e meningocócica, na rede pública), teve reação (febrinha), mas disseram que  remédio corta o efeito da vacina, então eu aguentei firme sem remédio. Dei banho morno, coloquei toalha com álcool no pé e dei muuuuito peito. Muito mesmo.

Ela mamou de ontem às 19h até 7h de hoje, fazendo no máximo 4 horas de intervalo. No total. E não, ela não estava chupetando. Isso é porque ela entendeu bem a dica do vovô dela, de se hidratar bastante.

Não é o primeiro dia que ela mama assim. Quinta passada foi a mesma coisa. Mamava 1h, ou 1h30, ou 45 minutos, fazia intervalos de 20 minutos (às vezes forçados por mim, que precisava comer, beber, ir ao banheiro) e voltava.

A minha rotina de livre demanda é a mais puxada que eu já vi. Todas as minhas amigas dizem que é relativamente tranquilo, que o bebê se organiza. Nos dias mais organizados, a Teresa já está fazendo intervalos de mais de 2 horas. Nos dias desorganizados, ela está se defendendo. Ontem, da reação da vacina. Semana passada, da gripe que eu e o Dani pegamos e ela – pasmem! – resistiu bravamente. Fica puxado pra mim às vezes, mas quando vejo que ela sabe se defender, me encho de orgulho.

Ela cresceu e corrigiu o tamanho e peso um ano antes do esperado (agora, a balança de casa já marca 6,7 kg! isso significa que ela já tem pelo menos 6,5). Ela se defende das doenças. Ela come e bebe tudo o que precisa na secura de Brasília e no calor de São Paulo e Rio. E de quebra, ainda ganha aconchego, colinho da mamãe e carinhos (ela faz carinho em mim, e eu retribuo, porque é a forma que ela aprendeu a me pedir carinho).

Estou virando do avesso de tanto que amamento, mas como bem e procuro manter minha produção de leite. As dicas pra quem precisa amamentar muito são as de sempre:

– muuuuuuuuita água (acho que bebo uns 7 litros por dia! quando saio, levo pelo menos 1 litro na mochila!)
– descansar o máximo possível
– comer bem (e forte! nada de dietas! comendo canjicas, canjas, cuscuz e afins, já perdi 7 kg, só me restam 3!)
– e se tudo isso não for suficiente, as soluções mais naturais são o Chá da Mamãe, da Weleda (que me salvou esta noite!), alfafa e lentilha (tenho alfafa em cápsulas, da época da UTI Neo…).

Teresa, acorda, filha! Não quero virar esta noite de novo! E estou sem sono pra te acompanhar na soneca!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Muito sono, insônia e recordes da livre demanda

  1. Tathy disse:

    Isso é sinal de que ela está crescendo e aparecendo. Sobre o remédio corta-febre e as vacinas, o que eu sei é que não se deve dar a medicação antes do bb tomar a vacina, como preventivo para não dar febre e dor, o que atenua o efeito da mesma, mas depois que tiver reação pode dar sim.

    bjsssss

  2. Juliana disse:

    Lidia, é puxado mesmo. O Bernardo era um super bebê (imagine que com 6 meses pesava 12 kg, apenas 3 kg a menos do que tem hoje, com 1,5 ano) e jamais tomou uma mamadeira na vida. Foi direto do peito para o copo, com um ano e dois meses. Só Deus sabe como consegui manter essa rotina longe de família e sem ajuda nenhuma, além do Saulo, que foi um super parceiro. Durante as noites, jamais superou os intervalos de três horas. Só começou a dormir melhor depois que parou de mamar. Ele mamava muito rápido, mas super intenso. Tanto que antes dele completar 1 ano, eu já tinha emagrecido tanto que cheguei ao peso mais baixo da minha vida adulta. Hoje, vendo ele tão saudável e fofinho, acho que não teria alternativa melhor, mas que foi um período exaustivo, isso foi. Força aí com essa bebezona e um grande beijo a vocês!

  3. camila brauna disse:

    Fia,
    Tem dessa não. Médico diz isso pra mãe não abusar do paracetamol. Pode fazer profilático sim- eu faço. Tem estudos q dizem haver diminuição do efeito vacinal, mas vc vai achar estudo defendendo tudo neste mundão… Na clínica me disseram q o paraceta só pode ser feito 30 min após vacina VO (pólio e rotavirus). Fiz assim mais por superstição q por conhecimento.
    Mas deixa eu dizer: uma pediatra especialista em vacinas q trabalha com minha mãe disse q eu deveria fazer particulares: DTPacelular (não q tenha indicação, mas mais pra evitar reação vacinal) e a pneumo 13. Mas se vc já começou com a pneumo do posto (q é a 10), não pode trocar. A q eu troquei foi a VOP (Sabin, via oral contra pólio) pela VIP (Salk, via intramuscular contra pólio), mas tb por preciosismo, já q a VOP tem uma mísera estatística de pólio vacinal…
    Tetezinha tá lindona, hein? E haja peitchos! 🙂
    Beijos meus e do Davi.

  4. ligiaximenes disse:

    Super mamona esta sua menininha, hein? É assim mesmo, eles tem fases mais e menos grudadas na gente, e peito serve para suprir quase todas as necessidades. Cora foi nutrida exclusivamente com leite materno – e em livre demanda – até quase os nove meses e me lembro bem da canseira que sentia. Genta aí, que logo passa essa fase! Febre: somos adeptos de homeopatia e a nossa pediatra dá umas bolinhas pra ajudar nesse processo do bebê lutar contra os inimigozinhos todos. Ela diz que baixar a febre é sabotar o corpinho, mas diz também que se a gente não estiver conseguindo lidar com o cansaço, então tem que se render ao paracetamol. Antes das vacinas, especificamente, porque a pequena tem muita reação, a gente dá duas bolinhas na manhã antes de ir ao posto de saúde. Funciona, viu? Sono: eles dormem muito mais quando estão passando por estes saltos de crescimento. Mas pelo menos aqui em casa nunca a soneca do dia prejudicou o soninho da noite – até porque as sonecas do dia eram coisa rara até os 12 meses, meu deus que loucura! Um beijo pra vocês 3.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s