Um matinho faz bem pra saúde…

Família da Tetê e o Tutu - na Chapada Imperial, o Ibama solta os animais silvestres que foram apreendidos e faz a readaptação deles na natureza. É o caso deste tucano e de muitas araras, papagaios e pavões que vimos por lá! Alô bicho hômi! Deixa os bichos soltos na natureza!

Teresa estreou sua vida aventureira neste feriado. Foi na Chapada Imperial, aqui no Distrito Federal mesmo. A Luíza já contou lá no blog deles, mas como cada experiênica é única (risos), vamos contar aqui também… Além do que, como as fotos são diferentes, vale a visita nos dois blogs, né? Hehe.

Foi ideia da Anna Finger e nossa, aí misturamos com a turma da igreja, Nina+Marcelo (+ o hóspede Alex “China”) e Luíza+Hilan+ o querido bebê Benben.

A trilha era bem pequena, durava 40 minutos. Seria só chegar lá cedinho, 9h, quando abrisse, que tava tudo certo. Bem… chegamos quase 10, até chamar-o-guia-trocar-a-fralda-beber-água-passar-protetor-receber-as-instruções,… já viu, né? A trilhinha aconteceu às 11h… aiaiai…

Família equipada: mochila da bebê, mochila dos pais, sling, sombrinha, bonés... e o protetor solar de bebê, que foi emprestado do Benjamin!Para essas ocasiões de sol forte de Brasília, levamos sempre uma sombrinha a tiracolo. Foi ótimo, porque pudemos proteger beeeem a pele da nossa bebê de quase 7 meses com pele de quase 5. E colocamos protetor de bebês, pra reforçar. Ok, sr. Pediatra? aiai, esperamos que sim. Foi pro seu bem, Tetê!

Pra carregar uma bebê na trilha, nada melhor que um sling simples. Também levamos o wrap sling, e a Luíza e o Hilan o canguru, mas esses negócios que enrolam muito o bebê definitivamente não combinam com calor.

Além de transportar, o sling serviu para carregar a Tetê de forma que eu me transformei no cantil dela: ela mamou durante a trilha, enquanto eu caminhava, no melhor estilo livre demanda! E foi bom, porque o tempo por aqui já está bem seco, um pouco de líquido é necessário…

A Teresa adorou o passeio. Observou atentamente cada matinho do cerrado (eu amo o cerrado! Habitat natural da minha filha!) e, quando ouviu o chuá da cachoeira…

Bangalô improvisado embaixo da árvore: canga por baixo, toalha macia por cima. Sombrinha para tapar o sol e mais uma canga para tapar mais ainda o sol. E para completar, o olhar atento do pai para afastar os bichos.

Dormiu. Profundamente. Tanto que nem viu a cachoeira. Ela adora barulho de água caindo! Tem dado risada para o chuveiro sempre que toma banho com a gente (ultimamente, o banho da noite tem sido sempre no meu colo). O chuveiro também sempre a acalmou quando ela tinha cólicas e outras agonias. Agora imagina o barulho de chuveiro multiplicado por… 200. A cachoeira é no mínimo isso! Aí fizemos esse esqueminha que você vê aí do lado e foi só alegria!

Eu nadei, o Dani vigiou a cria, depois eu me juntei nessa missão. Teresa foi acordar só quando a trilha já tinha acabado. E aí, adiamos nossa reflexão sobre se seria uma boa ou não colocá-la na água, já que a pele dela ainda não tem 6 meses. Coisas de prematuros… Eu acho que seria uma boa, sim, afinal, essa água é mais limpa que a do chuveiro aqui de casa. Mas fica pra uma próxima.

Segunda bateria: papinha de mandioca. Gostooooso!

Com tanta atividade, Teresa comeu toda a papinha do almoço e ainda estava com fome. Tivemos que improvisar: amassa a mandioca do almoço de roça dos adultos pra essa menina, gente! E foi uma delícia. A bebê já tá comendo umas 3 colheres de sopa! E quer comer com a própria mão, claro. Como boa danadinha que é.

Passou mais um tempo brincando com o Benben e com os tios, nós todos admirando a natureza e enchendo o bucho e…

Teresa e Benben nos entretenimentos da tia Iole, mãe da Anna!

Foi ótimo! Esperamos fazer mais vezes!

Companheiros de aventuras

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Um matinho faz bem pra saúde…

  1. Mas que beleza de passeio! Amo trilhas e não havia pensado em fazer uma com minha filha a tira colo… Pode ter certeza que em breve faremos uma aventura semelhante. Heloísa adora passear pela natureza, estamos em constante contato com a fauna e a flora aqui do nosso Estado. Importante conhecer e preservar, não é? Nossos filhos aprendem com nossos atos; mil beijos com carinho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s