Viajante, independente e educada

Filha, tem acontecido muita coisa legal, linda, que nem tenho conseguido relatar… vamos lá, em pílulas:

Irmão

Desde um ano de idade você olha embaixo da sua perna, como quem está procurando um irmãozinho, dizem. Aí sua professora resolveu conversar comigo sobre o assunto. E primeiro você definiu que a Manu, sua amiga da escola, era sua irmã. Depois, na minha barriga, seu irmão é uma pintinha que tem por lá! Quando perguntamos onde está o irmão, você mostra a pinta! Quem aguenta?

Brasília, São Paulo, Guarulhos – e o avião

Em famílias, em São Paulo

Você aprendeu a falar os nomes das nossas cidades. E adora viajar de avião pra encontrar seus avós. Bashila, São Paulo e Balulhos estão totalmente inseridos no seu vocabulário. E no seu coração!

Fomos pra lá em outubro, comemoramos o dia das Crianças com tia Maricota e os seus avós no Aquário de São Paulo – um ótimo programa para crianças, apesar do preço um pouco caro…

E depois, foi uma expectativa só até a sua ida agora em novembro, no fim de semana passado. Comemoramos seu aniversário com nossos amigos paulistanos. Você estava tão ansiosa pela festa que não conseguia dormir na véspera do evento! Em compensação, gostou tanto que não parou de cantar parabéns até hoje!

Talabéns pa fucê, teta tata te-lita, tuntas felichitati, tuntos anos di vida! É pique, pique, hora hora hora hora! A ti buuuuuummmmm! 

O buffet onde fizemos foi ótimo, a festa teve a nossa cara, menos main stream, mais alternativo… Haverá um post específico, certamente, com direito a fotos…

O avião, em consequência, é aquele nosso amigo que nos leva pra ver os avós, tios, prima, amigos. Você adora! Aliás, depois que fez 2 anos — e que começamos a pagar as passagens e viajar em 3 acentos –, nossas viagens andam bem mais confortáveis!

Bem educada

Agora você deu para falar Bom dia e pedir Desculpas por tudo. Até por coisas que eu não entendo…

Ah, e começou a conjugar verbo também.

– Bom dia, Tetê, acordou?
– Bom dia… AcordEI!

– Tetê, você arrancou o cogumelo! (chutou sem querer e ele caiu)
– Desculpa, Pooh! (*agora, ainda não sei por que você chama cogumelo de Pooh, será porque você confunde com o filme da Alice no País das Maravilhas, também da Disney, ou será porque a palavra coguMELo parece Mel?).

O pedido de desculpas nasceu ontem , até então o jeito de pedir desculpas era com um beijo. Mas ainda bem que eu continuo ganhando beijo, além da palavrinha mágica…

Como diz seu pai, agora você não fala mais frases, e sim parágrafos! Risos.

#Comédia

Daí que 20 de novembro foi dia da Consciência Negra. Daí que você resolveu pintar sua babá e sua boneca de giz de cera preto. Isso é que é consciência, hein? E nem fui eu que te ensinei!

Independente

Tetê (de calcinha) no show da Palavra Cantada. Moça! #tenso!

Tia Helô e tio Rodrigo vieram aqui em Brasília no começo de novembro. Tia Helô decidiu te ensinar com afinco a fazer xixi no penico e deu certo, você se desfraldou de dia. Agora, é só “cashinha” (calcinha),  “talta” (fralda) é só pra dormir. E ontem você ainda me inventou que queria fazer xixi sozinha, abaixando e subindo as calças e se limpando sem ajuda… quem aguenta?

(*aqui, uma dica pras amigas! O segredo do desfralde é mesmo a paciência! E esperar a criança pedir pra tirar a fralda e ir ao banheiro. Acho que o fato de as crianças da escola da Tetê estarem num movimento intenso de desfralde foi bastante motivador!).

Pero no mucho

Tetê tem brincado mais sozinha, às vezes ensaia ir dormir sozinha, mas… depois volta e declara:

– Telo ir cumigo! (isso significa, na linguagem dela, quero ir com você! Mas como a gente sempre pergunta “quer vir comigo?”, a frase virou essa aí… hahaha, adoro!).

Além de depender da gente, tem as bonecas. É um tal de dar comida, mamadeira, banho, trocar fralda, sentar, levantar, dançar, girar e pular… tudo com as bonecas. Maria, Lelê, Thiago, Tetê, princesa, enfim, infinitas. Tudo elas têm que fazer também coitadas!

Ainda rumo à independência, Tetê tem mamado bem menos, mas acho que ainda estamos longe do desmame total.  Vamos caminhando bem, sem pressa, incentivando o consumo de alimentos e leite com redução de lactose.

Tocando teclado com o vovô

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Viajante, independente e educada

  1. vovó Amelia disse:

    Amo ver estas coisas ao vivo e também pelo seu relato… sempre foi assim , sua fala Lidia, ajudou-me a ver a vida de forma mais ampla, e continua assim, sinto cada momento descrito aqui.. Obrigada por existir e deixar a Tt tão próxima. Especial cada relato e as fotos, mais ainda a última..

  2. Marina Gonzalez disse:

    Olha essa vovó coruja. Quem aguenta tanta lindeza numa só família. Saudades de vocês todas! 🙂

  3. Ju Setenta disse:

    Vcs moram no meu coração! Morremos de saudades! Beijos de Ju 70;)

  4. Lídia! que bom ter notícias de vcs! adoro dar uma passadinha aqui e saber o que a Tete anda aprontando 🙂 um beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s